29.06.2017

Arquivos de Tag: jovens

Assinatura dos Feeds

Presos jovens que "assaltaram" o Banese em Campo do Brito!

Foram apresentados em uma coletiva com a imprensa os jovens, Gilmar Almeida Cruz, 21, João Anderson Almeida Cruz, 24, Max Felipe  Silva Weber,19, e José Júnior Santana Porfírio, 24, acusados de planejar o furto de malote do Banese, no município de Campo do Brito. Uma investigação da Delegacia de Campo do Brito e do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), com apoio da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), terminou com a prisão na manhã desta sexta-feira, 15, de quatro pessoas acusadas de roubar um malote do ponto Banese da cidade de Macambira. O roubo foi registrado no último dia 16 de março deste ano e foi arquitetado pelo estagiário do ponto Banese, Max Felipe Silva Weber, 19 anos. Max recebeu apoio dos irmãos Gilmar Almeida Cruz, 21, e João Anderson Almeida Cruz, ‘Galego’, 24, além do taxista José Júnior Santana Porfiro, conhecido como ‘Júnior’, 24 anos. De acordo com a delegada Luciana Pereira, o roubo aconteceu no dia 16 de março de 2011 depois que o gerente do ponto Banese chamou o taxista Júnior para levar uma funcionária da instituição e o estagiário Max, que eram os responsáveis por transportar um malote para a agência do Banese, que fica na cidade vizinha de Campo do Brito. Em certo ponto do percurso, os irmãos Gilmar e João Anderson pararam o táxi e roubaram o malote, contendo R$ 41 mil. Poucas horas depois do assalto, as possíveis vítimas procuraram à delegacia para comunicar o crime. Um inquérito policial foi aberto ... Leia Mais »

JOVENS OFENDEM NORDESTINOS NA INTERNET

Em SP, os alvos são os imigrantes do Nordeste do país. Já no Rio, população do subúrbio é discriminada na web. Mais uma década do século 21 tem início e ainda assim um preconceito mais do que ultrapassado continua sendo notícia. Pela internet, jovens têm humilhado nordestinos que vivem em São Paulo e a população mais humilde do Rio de Janeiro. Alguns casos vieram a público nesta semana e viraram assunto de polícia. Em São Paulo, a homenagem da escola de samba Acadêmicos do Tucuruvi com o tema “São Paulo, capital do Nordeste” virou motivo de ameaça. E-mails ofensivos foram recebidos pela agremiação. Em uma das mensagens, repleta de palavrões, os nordestinos são chamados de “povinho de cabeça chata”. No Rio de Janeiro, mais ofensas pela internet. Desta vez, o alvo são as pessoas que visitam a árvore de Natal na Lagoa Rodrigo de Freitas. “Chega a ser repugnante o que está escrito, dizendo que as pessoas que moram no subúrbio, que moram na Baixada, são menores, são piores, são gentinha”, diz o delegado Fernando Veloso. No Rio e em São Paulo, os autores das mensagens podem até ser presos. O crime de racismo é punível com até cinco anos de prisão. “A gente quando pensa em crime pensa em arma, pensa em violência, pensa em agressão. Não é um crime nesse sentido, mas ele é tão grave quanto um crime que é cometido com uma arma em punho, porque ele ofende a dignidade das pessoas”, afirma Veloso. No Rio, ... Leia Mais »

Scroll To Top