22.05.2017
Sexta-feira marcada por manifestações estudantis em Lagarto

Sexta-feira marcada por manifestações estudantis em Lagarto

Alunos de pelo menos cinco cursos da UFS Lagarto entraram em greve esta semana. Eles cobram melhorias principalmente na infraestrutura do campus.

Estudantes do campus Lagarto da Universidade Federal de Sergipe (UFS) saíram às ruas hoje (25) pela manhã reivindicando melhorias para os cursos de Odontologia e Fonoaudiologia. Apesar das manifestações estarem separadas, a mobilização chamou atenção de pedestres e motoristas para problemas relacionados à infraestrutura do campus.

 

Gabriela Santiago, diretora de comunicação do CAODONT (Foto: Portal Lagartense)

Após concentração na UFS, os alunos de Odontologia, acompanhados por um minitrio, tomaram as principais avenidas do centro. Entre as pautas estavam o pedido de entrega da clínica do curso, além de instrumentos para a unidade, o que, segundo Gabriela Santiago, diretora de comunicação do Centro Acadêmico de Odontologia (CAODONT), tem dificultado a prática do aprendizado.

José Lucas, diretor geral do CAODONT, explica que, sem o funcionamento da clínica, é impossível o contato direto com a comunidade e exercício da prática. “Nossa clínica não está pronta. Há um semestre já era para estarmos atendendo à população”, disse.

A passeata foi organizada pelos estudantes após deliberação de greve, que iniciou também na manhã de hoje. Os alunos do segundo e terceiro ciclo ficarão sem entrar em sala de aula por tempo indeterminado, visando o atendimento às reclamações.

Alunos saíram às ruas portando faixas e cartazes (Foto: Juventude FM)

Os estudantes de Fonoaudiologia também estão greve, mas seus pontos são outros. Sem aulas desde ontem, quando anunciaram oficialmente a paralisação, eles também cobram o funcionamento da clínica do curso, além de melhorias na estrutura física do andar do prédio onde está instalado o curso.

Também nas ruas, eles levaram cartazes e faixas, que foram erguidos na Lupicínio Barros e Laudelino Freire, duas das principais vias do centro comercial de Lagarto. Ao microfone do carro de som que os acompanhava, os manifestantes listavam problemas como inadequações para uma boa qualidade do curso e falta de bebedouros e banheiros.

Ainda no dia de hoje, alunos de Terapia Ocupacional, Fisioterapia e Enfermagem também decidiram por paralisar as aulas.

Também nas ruas, estudantes de Fonoaudiologia protestaram contra problemas na infraestrutura do campus Lagarto (Foto: Portal Lagartense)

Greve geral
Uma assembleia entre os centros acadêmicos do campus ocorrida na tarde desta sexta-feira decidiu por uma greve geral de todos os estudantes da UFS Lagarto. Com as atividades paralisadas, os alunos farão uma ocupação do campus na próxima segunda-feira (28) pela manhã, impedindo que as aulas aconteçam.

Portal Lagartense

Sobre Gelmson Chagas