27.06.2017

Nossa História

São Domingos: um pouco de sua história.
Em dezembro de 1925, um corajoso homem chamado José Curvelo da Conceição enfrentou o então coronel da cidade de Campo do Brito, Arnóbio Batista de Souza, alegando a necessidade de se implantar uma feira entre os Municípios de Macambira e Simão Dias, para que o povo daquela região não precisasse se deslocar para a feira mais próxima, que era Simão Dias, para comprar seus alimentos e materiais de necessidades básicas.Enfrentando a fúria do poderoso Coronel, pediu para roçar um pedaço de terra. O povo o aguardava ansioso pela resposta e com medo da reação deste. Mas, impressionado com a coragem do Sr. Curvelo, autorizou o pedido e liberou a feira.
Em janeiro de 1926, a feira passou a se chamar “Feira da Pindoba”, pois fora erguida abaixo de pés de pindoba. Com o passar do tempo, seu nome mudou para “Feira Nova”. Os primeiros moradores que começaram a aparecer ao redor do local foram os próprios comerciantes da feira. Depois, pessoas que vinham de outras localidades para fixar território.

O lugar foi crescendo e ergueu-se na Praça da feira, a primeira Capela do local, onde os fiéis faziam seus pedidos e orações. Feira Nova tornou-se Povoado de Campo do Brito e, somente em 21 de outubro de 1963, através da Lei nº 1.213, passou a ser chamada de Município de São Domingos.

“Prestes a completar 46 anos, de emancipação”, o povo do Município de São Domingos tem muito a se orgulhar. O município tem hoje, segundo o IBGE de 2010, 10.257 habitantes. E pensar que tudo começou com uma pequena feira. Situado na região agreste de Itabaiana, a 103 Km da Capital do Estado, entre as 2 principais cidades do interior (Lagarto e Itabaiana). Ao Norte – Macambira; Sul – Lagarto; Leste – Campo do Brito e Oeste – Riacho Jacoba.

Outros dados:

Localização no mapa:


Área 102,3 km²
População 10.257 hab. est. 2010
Densidade 101,42 hab./km²
Altitude 200 metros
IDH 0,588 PNUD/2013
PIB R$ 51.852,287 IBGE/2008
PIB per capita R$ 4.965,27 IBGE/2008