27.04.2017

Prefeito eleito de São Domingos nega responsabilidade por crise no Coelho

O prefeito eleito do município de São Domingos rebateu as críticas dos dirigentes do time que leva o nome da cidade. Ele foi apontado como principal vilão na possibilidade do Coelho não disputar o Campeonato Sergipano 2013. Clube que disputou a Copa do Brasil nas últimas três edições, bicampeão da Copa Governador e vice-campeão Estadual em 2011.

Por telefone, Pedro da Silva (o Pedrinho) concedeu entrevista ao GLOBOESPORTE.COM. Falou que acredita no esporte, que gosta de futebol e que pretende reformar o estádio da cidade e cornetou os dirigentes:

– O time não participou da Copa Governador do Estado, é culpa minha também

GLOBOESPORTE.COM: O senhor negou ajuda ao São Domingos Futebol Clube?

Em janeiro, nossa cidade terá uma ruptura de 16 anos de um grupo que administrava a cidade. Confesso que não faço ideia do que vou encontrar. Por isso não prometi o patrocínio. Sou torcedor do São Domingos e gosto muito de futebol. Inclusive, está em meu planejamento arrumar o estádio da cidade, que é horrível. Mas não posso chegar e prometer uma verba alta para uma entidade privada, quando não sei a real situação da prefeitura.

Por que os dirigentes do clube responsabilizam o senhor por uma possível desistência do Campeonato Sergipano?

Me responsabilizaram por que eu disse que tinha outras prioridades. E tenho mesmo. Nunca colocarei a educação e a saúde em segundo plano. Mas, se o time não disputar o Estadual, não será minha culpa. Eles estão no poder há 16 anos, porque não planejaram o clube? O time não participou da Copa Governador do Estado, é culpa minha também?

O senhor disse que não sabe a situação financeira da prefeitura, por isso não promete o patrocínio agora. No futuro, há a possibilidade de sua administração ajudar o clube?

Vou ajudar o São Domingos. O time faz parte da cidade que administro. Concordo que o poder público deve ajudar os times. Mas é preciso um planejamento. As pessoas me pediram, e vou atender, para apoiar o campeonato local, que ajuda revelar novos talentos, e que está parada há um bom tempo. Quero reformar nosso estádio, que está abandonado e até a bomba d’água sumiu. Mas é preciso tempo e planejamento.

Fonte: GloboEsporte.com

Sobre Gelmson Chagas